Movimento Pró-Democracia

Nossas lutas: * Conscientização Política da População * Instrução dos Direitos e Deveres do Cidadão * Fiscalização dos Processos Eleitorais

18 de dez de 2010

Diplomados Paulo Maluf e Tiririca


SÃO PAULO - Os deputados federais eleitos Francisco Everardo Oliveira (PR-SP), o Tiririca, e Paulo Maluf (PP-SP) foram as estrelas na cerimônia de diplomação dos eleitos em outubro. Tiririca foi aplaudido por quem estava nas galerias ao receber seu diploma na manhã desta sexta-feira), na Assembleia Legislativa de São Paulo. Maluf teve de ouvir vaias, mas também recebeu palavras de apoio. Ao todo, foram diplomados 94 deputados estaduais, 70 federais, dois senadores e seus suplentes, o governador e o vice.

Maluf afirmou que a Justiça brasileira "funciona bem" ao comentar a liminar concedida pelo ministro do Tribunal Superior Eleitoral , Marco Aurélio Mello, que decidiu pela diplomação do ex-prefeito de São Paulo. Marco Aurélio considerou que não há mais razão para o registro da candidatura de Maluf ter sido negado, já que a condenação que embasou a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo de enquadrar Maluf na Lei da Ficha Limpa foi derrubada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

- Eu sempre disse que acreditava na Justiça, e a Justiça fez justiça. A Justiça desse país, graças a Deus, é uma coisa que funciona bem, com muita coragem - afirmou Maluf, antes de receber o diploma de deputado federal por São Paulo na Assembleia Legislativa de SP. - Me sinto glorificado.

Maluf foi bastante vaiado ao ser diplomado, mas pareceu não se importar com as vaias. Na plateia também havia pessoas que aplaudiram o ex-prefeito, em menor número, e algumas chegaram a gritar "Paulo Maluf, eu te amo!".

Um pouco antes, quando foi anunciada a diplomação do delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz, eleito deputado federal pelo PCdoB, algumas pessoas presentes na plateia chegaram a gritar para ele "prende o Maluf!".

Paulo Maluf comentou ainda que a decisão da diplomação não veio em cima da hora.

- Eu deveria ter sido absolvido em 1997, com todo respeito. O processo é de 1996. Sou absolutamente inocente - disse Maluf, referindo-se à condenação derrubada pelo TJ-SP, em que era acusado de superfaturar a compra de frangos quando era prefeito de São Paulo, em 1996.

Para Maluf, no entanto, o aumento salarial concedido aos parlamentares é inoportuno.

- Quando o próprio ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, diz que tem de fazer cortes no orçamento, acho que foi inoportuno.

Recordista de votos, Tiririca também recebe o diploma de deputado federal nesta sexta-feira. Na cerimônia, ele mostrou que pretende seguir carreira na política


- Estou muito nervoso, feliz e ansioso. É o primeiro (diploma) de muitos que virão - disse Tiririca, que durante o processo eleitoral foi acusado de ser analfabeto e chegou a ser denunciado pelo Ministério Público

Fonte: O globo


Mais uma vez Maluf volta a política e agora temos um palhaço na política, Tiririca, símbolo de um "voto de inconformismo* " de nossa política ( Se bem que esse tipo de voto só prejudica nossa democracia, até porque usamos o sistema de voto proporcional e os votos computados , dependendo numero de votos, podem ser compartilhados com os de mesma legenda ).

Será que não seria hora dos brasileiros não ficarem dependentes exclusivamente de ferramentas como a ficha limpa e aprender logo a votar !?

1 comentários:

BirdBardo Blogger disse...

A lei funciona, mas aprender a votar é outra coisa...