Movimento Pró-Democracia

Nossas lutas: * Conscientização Política da População * Instrução dos Direitos e Deveres do Cidadão * Fiscalização dos Processos Eleitorais

19 de mar de 2011

Kassab afirma que ‘postura errática' do DEM o fez criar novo partido

Prefeito diz que nova legenda deve ser criada nos próximos meses.

Senador José Agripino afirma que DEM defende os interesses do cidadão.


O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, afirmou na manhã deste sábado (19) que a maneira como o Democratas age com relação ao governo federal foi o que o motivou a criar uma nova legenda. Durante vistoria a um piscinão na Penha, Zona Leste da capital paulista, Kassab afirmou que considera errada a forma como o DEM vem sendo gerido.

"[O que me motivou a sair] foi a postura errática [do DEM] de ser contra qualquer polí­tica pública que seja apresentada no plano federal", afirmou. O senador José Agripino (RN), novo presidente do DEM, rebateu as afirmações de Kassab. "Como um partido de oposição, somos contra os erros do governo. Defendemos os interesses do cidadão. Com essa declaração, ele deve estar se aproximando do governo [federal]", disse, por telefone.

O Partido Social Democrático (PSD), como será chamada a nova legenda, deve ser criado nos próximos dois meses. Nesse período, Kassab continuará filiado ao DEM. De acordo com o prefeito, o PSD tem como objetivo "acelerar a correção das desigualdades sociais do país". "É um partido que sabe que o importante é ter investimentos para o desenvolvimento. (...) É um partido que tem uma posição clara de centro, mas evidentemente procurando conviver com todos os partidos que têm uma sintonia com as diretrizes já estabelecidas."

Kassab afirmou que lideranças de nove estados já estão articuladas para a filiação ao PSD. Ele, porém, não precisou quais estados nem quais políticos devem participar da nova legenda. A meta é que essas lideranças já possam concorrer nas próximas eleições municipais, em 2012.

Questionado a respeito de seus sucessores na administração da capital paulista, ele afirmou que fez convite a três pessoas: "Convidei já o vice-governador Guilherme Afif Domingos, que não quer ser candidato, convidei o secretário Eduardo Jorge, do Verde e Meio Ambiente, que também não quer ser candidato, e convidei também o secretário Francisco Luna, que também não quer ser candidato. Meu esforço nos próximos meses é de tentar convencer um desses três para assumir a candidatura."

Fonte: G1

0 comentários: