Movimento Pró-Democracia

Nossas lutas: * Conscientização Política da População * Instrução dos Direitos e Deveres do Cidadão * Fiscalização dos Processos Eleitorais

13 de mai de 2011

Vereadores do Rio desistem de comprar carros oficiais, mas quantia já foi gasta

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro anunciou, nesta sexta-feira, que desistiu de comprar os veículos Volkswagen Jetta zero quilômetro que serviriam aos vereadores. A decisão ocorre uma semana após a polêmica criada a partir da notícia de que a aquisição da frota representava o custo de R$ 2,3 milhões aos cofres da cidade - cada carro vale R$ 69.100.

O problema agora é convencer a Wolkswagen a devolver o dinheiro, que já foi pago, num processo que dispensou licitação. O presidente da Câmara, Jorge Felippe (PMDB), vai se reunir com os demais vereadores na terça-feira para definir o que será feito a respeito. O político chegou a dizer, durante uma sessão na Casa, que a Wolkswagen, "quem sabe", poderia, num ato de benevolência, devolver a quantia, já que a repercussão do caso, segundo o vereador, teria resultado numa boa propaganda para o veículo:

"Quem sabe a Volkswagen nos contempla com a sua generosidade. Porque eu nunca vi tanta publicidade de um carro. Com a Volkswagen tendo tanta publicidade para esse veículo, poderia até contemplar a Câmara dos Vereadores doando esses veículos".

Entre as propostas da Câmara estão o cancelamento integral da compra, ainda que isso resulte no pagamento de multa, ou a troca dos Jetta por veículos de transporte coletivo da montadora, que seriam utilizados pelas comissões permanentes.

A Câmara Municipal do Rio não tem frota oficial para os vereadores há mais de 20 anos. A decisão de reequipar a Casa com os Jetta foi tomada em 15 de março, numa reunião com a presença de 43 vereadores. No total, 41 apoiaram a proposta.

Fonte : Jornal do Brasil


Essa semana vai com certeza ser lembrada nas eleições de 2012...

0 comentários: