Movimento Pró-Democracia

Nossas lutas: * Conscientização Política da População * Instrução dos Direitos e Deveres do Cidadão * Fiscalização dos Processos Eleitorais

19 de jan de 2010

E não faltava mais nada. Agora um trem sem maquinista!!!!

A semana já começou com um enorme susto para centenas de passageiros que estavam viajando hoje (18) no ramal de Japeri. Um trem passou direto entre as estações de Ricardo de Albuquerque e Oswaldo Cruz, não parando em Deodoro. Segundo as pessoas que estavam no trem, a composição estava em alta velocidade e sem o maquinista.

O RJTV 1ª edição encontrou passageiros ainda assustados na central de atendimento.

O problema ocorreu na linha de Japeri, às 5h40. “O trem parou e começou a abrir e fechar as portas. Aí, saiu um monte de gente para ver se vinha outro em outra linha. O trem começou a partir sem maquinista e só foi parar entre Oswaldo e Madureira”, disse um passageiro.

A SuperVia informou que esse trem provocou problemas em equipamentos da estrada de ferro. Durante a manhã, outras composições tiveram que parar por alguns minutos no meio da viagem. Os atrasos no ramal de Japeri chegaram a 40 minutos. Houve confusão na estação de Deodoro.

O RJTV recebeu diversos relatos de pessoas que passaram por essa situação. André da Silva ligou para a redação, enquanto andava pelos trilhos e contando que via gente na frente dele que ficou machucada na hora de descer do trem.

Fabiana, de Mesquita, disse que a velocidade com que o trem passou na estação de Deodoro foi tão impressionante que ela achou que o trem fosse tombar.

O comentarista do RJTV Edimilson Ávila informou que o presidente do Sindicato dos Ferroviários, Walmir de Lemos, disse que o maquinista não estava na cabine. Ele tinha saído para fazer uma vistoria e estava no fim do trem. Walmir afirmou ainda que alguém poderia ter acionado o trem ou poderia ter havido uma falha no sistema de ar e aí o trem teria saído pelo declive da pista.

A SuperVia explicou que é impossível o trem sair sozinho. Há uma alavanca que precisa ficar acionada e, se ela soltar, o trem para. A empresa garantiu que o caso está sendo investigado e que, se o maquinista saiu e foi para o fim do trem, como diz o sindicato, a norma diz que ele teria que ter travado tudo.

“Não deram resposta nenhuma, apenas um vale que só serve para trem. A gente paga a passagem e tem que se virar para pegar um ônibus”, reclama um passageiro.

O amigo do RJ Francisco Júnior enviou um vídeo de um trem em Madureira andando de porta aberta, por volta das 7h. Tinha gente pendurada pelo lado de fora em uma composição que saiu de Santa Cruz em direção à Central do Brasil.

Na hora que o trem parou, as pessoas começaram a andar pelos trilhos. No início da tarde, a situação já era bem mais tranquila.

Segundo a SuperVia, os técnicos concluíram os trabalhos às 9h10 e depois, aos poucos, os intervalos de tempo entre os trens foram voltando ao normal.

Muita gente chegou atrasada ao trabalho e algumas pessoas se machucaram. Os passageiros disseram que não sabiam o que fazer e, sem informação, começaram a andar pelos trilhos.

Além das pessoas que tiveram ferimentos leves, uma mulher teve um corte na cabeça. Ela foi levada para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, e está bem, segundo os médicos.

Fonte: http://rjtv.globo.com/Jornalismo/RJTV/0,,MUL1452197-9097,00-TREM+PASSA+POR+ESTACOES+EM+ALTA+VELOCIDADE+E+ASSUSTA+PASSAGEIROS.html

Vídeo sobre a confusão: http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1193127-7823-TREM+COM+PROBLEMA+ASSUSTA+PASSAGEIROS,00.html

0 comentários: