Movimento Pró-Democracia

Nossas lutas: * Conscientização Política da População * Instrução dos Direitos e Deveres do Cidadão * Fiscalização dos Processos Eleitorais

1 de nov de 2010

Espectro Político

Por mais estranho que pareça o título... E não é nome de herói ou vilão de quadrinhos! É uma coisa bastante comum de se ouvir, mas na verdade ninguém sabe o que estamos falando realmente. Os lados da política, assim chamados esquerda e direita (ou meia volta voler!) política. Aqueles que se dizem apenas democráticos e não seguem nenhum lado político, ou ficando em cima do muro, talvez estejam mais perto de um do que de outro. Apenas não saiu do armário...Tal denominação nasceu na Revolução Francesa (Mãe dos direitos humanos) os que estavam na esquerda do rei eram os liberais exaltados e democratas radicais enquanto a direita os conservadores e a  boa e velha igreja estavam lá para apoiar o rei e freiar os anseios dos revolucionários mais radicais.

Indo ao futuro em nossa máquina do tempo, muda o cenário, muda o clima enfim muda tudo de  vinho francês para a caninha Brasileira. Passamos pelo Brasil colônia aonde, a Independência (acreditem se quiser!) nos torna uma monarquia que valoriza os previlégios e chegamos a República que nos torna um Estado Federado e vai moldando a República das Bananas passa pela espada, café com leite, velha a ditadura e o período  democrático no qual nos encontramos.

Depois dessa viagem no tempo, necessária para dar a nostalgia e o gosto açucarado ao nosso paladar dito democrático, mas nunca deixaria de mordiscar um pedaço suculento de autoritarismo em nossa frente. Para entermos que esquerda e direita existem em nosso país, são necessárias ao processo democrático por freiarem as exaltações de uma da outra. O problema é que no Brasil não existem coisas necessárias ao processo democrático. Montesquieu dizia que o príncipio de uma República é a Lei é o espírito que a guia, engraçado ver que nosso país não sabe separar público de privado, corrupto de honesto agora imagina a falta de senso de direção para definir esquerda de direita?!

A esquerda política prega valores liberais, está aí pra quebrar tabus e almeja mais liberdade e participação do estado na vida da sociedade. A direita é conservadora, tradicionalista e não quer a participação do estado na vida civil e econômica (Principalmente). Estas forças equilibrando-se, tendo a virtude como príncipio e a lei como guia, inviabiliza a corrupção, mata o autoritarismo e enterra os previlégios. Agora cabe a cada um de nós na hora do processo democrático, aonde depositamos a nossa parcela da soberania nacional nas urnas e escolhemos os nossos representantes, verificar o que é bom não somente para si, mas para o carente abandonado, para o empresário que deseja investir e trazer riquezas, para o prisioneiro que não teve oportunidades na vida e hoje é condenado por suas faltas e o policial que trabalha muito e é pouco valorizado...

Por isso meus camaradas democráticos (Não quero soar comunista...) antes de sermos democráticos, antes de sermos repúblicanos, antes de sermos o diabo a 4 sejamos enfim Virtuosos!
Por Felippe de Oliveira Freitas

0 comentários: