Movimento Pró-Democracia

Nossas lutas: * Conscientização Política da População * Instrução dos Direitos e Deveres do Cidadão * Fiscalização dos Processos Eleitorais

5 de jul de 2011

A FESTA DA ESTRELA NO PARAISO DO PODER


 De Vladimir a Abílio Diniz
No mesmo instante em que Vladimir Palmeira anunciou a saída do PT, juntando-se à lista de desencantados com o partido que virou no poder o contrário de si, o governo e os lobistas mais caros do país começam a nos dizer que os R$ 4 bi que o BNDES quer dar a Abilio Diniz para oligopolizar mais e desnacionalizar mais o varejo no Brasil vai ser um bom negócio para o país e para o trabalhador que não vai ter como não gastar o salário no CarrePão ou no Walmart.
R$ 4 bi, aliás, passa a ser a unidade monetária no acerto de contas com os bilionários que apoiaram a eleição de Dilma. Abilio mandou uma carta pedindo votos para ela aos seus 140 mil empregados e ofereceu um jantar para arrecadar grana de outros endinheirados para a campanha. R$ 4 bi foi o buraco do Banco Panamericano que o governo cobriu para ajudar Silvio Santos, dono do SBT, aquela rede de tevê que transformou em “bolinha de papel” a agressão ao então candidato da oposição José Serra.
Licença para roubar – Também neste mesmo instante da política o governo avança com o seu projeto de flexibilização da lei de licitações, o chamado Regime Diferenciado de Contratações Públicas. As obras da Copa e das Olimpíadas servem de pretexto para a licença para roubar. Imagine o que vai acontecer num regime em que somente algumas autoridades terão acesso ao valor das obras. Calcule quanto vai valer o vazamento destas informações. A corrupção vai ser oficializada e o preço da propina vai disparar. A taxa de 4% cobrada pelo pessoal do Ministério dos Transportes vai virar troco.
O PT já resolveu o problema da exposição da corrupção em seu governo transformando o escândalo em espetáculo e instrumentalizando a indignação na sociedade. Quanto mais corrupção melhor para o seu projeto de poder. É mais dinheiro para comprar apoio e mais desprezo do povo pela política e pela democracia. Palocci, o principal ministro do governo cai para não delatar os patrocinadores do seu enriquecimento inexplicável e a imagem de Dilma sobe nas pesquisas na semana seguinte.
Preço salgado – Isso pode parecer impossível mas acontece. E acontece na mesma ocasião em que o governo aumenta mais os juros mais caros do mundo. Então, por que a máquina de propaganda do PT não pode nos convencer de que o Mensalão não existiu? Por que não pode nos convencer que o CarrePão vai ser um supermercado verde e amarelo fazendo lucro mundo afora e vendendo baratinho no Brasil?
Na festa da estrela no paraíso do poder não tem mais lugar para Vladimir, como não tem para Marina, Cristovam Buarque e tantos outros da LEP – Legião de Ex-Petistas. Agora a festa é de Sarney, Renan e Collor, os grandes da oligarquia eterna, e de Silvio, Abílio e os mais e menos discretos donos da banca e das empreiteiras. Essa tropa de choque cobra seu preço salgado a cada dia, mas deixa o que sobrou do PT batendo o bumbo e esticando a farra enquanto dá.

0 comentários: